Uncategorized

Introdução ao Yin Yang

No ocidente temos a comum ideia de pensar em bem e mal como opostos complementares. Julgamos pessoas como boas ou más e situações como boas ou ruins. Nossa visão julga, classifica e separa.

No Yin e Yang, bem e mal se completam.

Eu sei que você provavelmente sabe disso, mas a incorporação do conceito vai além, e pode mudar a nossa visão de mundo.

Pura Relatividade

A forma mais lógica e clara para entender porque bem e mal se completam, é enxergar as coisas através da relatividade.

Mesmo já entendendo a questão dessa forma, hoje as coisas ficaram muito mais claras.

Tive o desprazer de conhecer e ter contato com uma das pessoas mais filha da puta que já conheci. Acho que nunca senti tanta raiva de alguém e espero que nunca mais sinta (não quero ser preso por homicídio ou coisa pior).

O lado bom é que a raiva foi rápida, pois percebi algo: dificilmente vou ter motivos pra ficar irritado de novo. Perto de uma pessoa cretina em nível máximo, todas as outras são toleráveis. Segundo a relatividade, todas as pessoas que já conheci na vida são anjos perto desta pessoa, e isso me fez ficar muito bem. As coisas que me irritavam pareciam agora muito pequenas!

Aderindo esta crença, é possível encontrar vantagens em problemas e lições em erros, mas não basta entender. É preciso acreditar e vivenciar o conceito.

O bem e o mal não só se completam, como também estão contidos um no interior do outro. Basta procurar.

DUPLIQUE A SUA PRODUTIVIDADE E GANHE MAIS TEMPO E DINHEIRO

Agende um Coach-Training em Produtividade presencial

Quero ter uma alta performance

Sobre o autor - newryo

Consultor-Coach de Desenvolvimento Pessoal. Interessado em novos paradigmas sociais, espiritualidade, empreendedorismo e em formas de mudar o mundo.

0 Shares
Share
Tweet
Share
Pin