newryo

Consultor-Coach de Desenvolvimento Pessoal. Interessado em novos paradigmas sociais, espiritualidade, empreendedorismo e em formas de mudar o mundo.

Inteligência Emocional

Será que você foi programado para perder?

Como você lida com os seus problemas?

Algumas pessoas são perdedoras naturais.

Isso porque a mentalidade delas está sempre focando nos problemas ao invés das soluções.

Quando encurraladas, elas procuram todas as formas para justificar a sua derrota.

  • Eu não tenho dinheiro porque o país está em crise
  • Ninguém gosta de mim porque sou feio
  • Eu não sou bom nisso
  • Não sou criativo como a fulana
  • Você tem sorte!
  • Meus genes não me ajudam

Mas como qualquer mentalidade, tudo isso pode ser treinado.

Infelizmente fomos criados com diversos diabinhos mentais que prejudicam o nosso crescimento.

Hoje você vai conhecer quatro padrões que você deve evitar, além de uma técnica incrível para que você comece a encontrar as soluções para os seus problemas – dica de um dos maiores Empreendedores do Brasil.

 

1 – O Vício do Porquê

A primeira coisa que as pessoas fazem ao perder é justificar a sua derrota.

Elas inventam motivos – porquês – para que tudo tenha dado errado. Quanto mais justificativas, mais nos convencemos de que nada poderia ser feito.

Ao invés disso, comece a fazer a pergunta certa. Questione-se em COMO você pode fazer para resolver um problema.

Por exemplo, troque o:

  • “Não consigo ir na academia porque é chato” por “Como eu posso emagrecer e ser saudável mesmo sem ir na academia?”
  • “Ganho pouco porque não tenho um diploma” por “Como eu posso ganhar mais dinheiro mesmo sem ter um diploma?”
  • “Estou solteiro porque sou feio” por “Como eu posso ficar mais bonito ou como posso gerar outros atrativos?”

Percebe a diferença?

2 – O Vício de Reclamar

A grande vantagem de reclamar é que você sempre se sente certo. 

Como temos medo de errar ou de tomar iniciativa, simplesmente reclamamos. Vemos o que existe de errado, mas poucas vezes tomamos ações para melhorar o mundo.

Perceber o que existe de errado é uma habilidade analítica importante.

Porém, algumas pessoas olham a louça suja e reclamam. Elas se estressam, dizem que as pessoas largam a louça suja e vão puxar briga pela casa.

Ao invés disso, seu papel é apenas perceber que a louça está suja ou que as pessoas não estão fazendo o seu papel na sua casa. Essa percepção vai gerar uma atitude. O que pode ser feito para resolver o problema? Você pode lavar a louça ou criar uma regra nova na casa.

3 – O Vício de Não se Responsabilizar

Ao reclamar, retiramos o peso dos nossos ombros. Sentimos que fizemos o nosso papel.

Mas se quiser solucionar problemas, precisa sempre se sentir responsável pela solução. 

Não dependa das outras pessoas ou de fatores externos.

O discurso da pessoa comum sempre foca o outro. Já o solucionador sempre vai começar com “O que EU posso fazer?”.

Ignore o que as outras pessoas deveriam ou poderiam ter feito. Se você está presente, então a culpa também é sua.

4- O Vício da Impotência

As pessoas que trabalham no nível do problema costumam focar em elementos incontroláveis.

Elas culpam o azar, o tempo ou os seus adversários.

Você deve sempre focar nos elementos em que tem poder. O que você pode controlar e fazer para lidar com a situação? Quanto mais você focar nestes elementos, maior será a sua chance de sucesso.

  • Estudar ou trabalhar mais
  • Se antecipar e se preparar
  • Tomar a iniciativa
  • Fazer a sua parte

Então pense: ainda que existem estes fatores incontroláveis, como eu posso fazer para resolver a situação?

50 formas de resolver os seus problemas

Erico Rocha é um dos maiores empreendedores do Brasil, propagador da Fórmula de Lançamento.

Quando ele está diante de um problema, o seguinte exercício mental sempre dá ótimos resultados.

Crie uma lista com 50 possíveis soluções para alcançar o seu objetivo. Não faça menos e nem mais.

Segundo ele, todas as primeiras soluções serão óbvias e ineficazes. Aqueles pensamentos básicos dentro da caixa que geralmente nem consideramos como viáveis.

Já quando você chega nas quarenta e tantas, seu cérebro está tão treinado a pensar no problema que instintivamente irá gerar soluções fantásticas e criativas.

A outra versão desta técnica é conhecida como Brainstorm. Nela, você ou sua equipe dão todo o tipo de ideias, sem julgamentos. Depois de coletar um grande número de possibilidades, todos analisam as combinações e opções para chegar em uma conclusão adequada.

……………………

Tente ainda hoje e me diga como foram os resultados nos comentários deste post.

E se este artigo foi útil, compartilhe com seus amigos e familiares!

Obrigado pela leitura!

 

Agora é com você

Complemente o assunto com a sua mensagem:

Compartilhar
Twittar
Pin
1 Compart.