Uncategorized

Primeiros passos para mudar o mundo

Ultimamente estão acontecendo muitas polêmicas relacionadas ao comportamento humano.

Uma menina sofrendo Cyberbullying graças aos seus pelos faciais. Um neonazista tirando fotos agredindo mendigos. Ciclistas atropelados. Polêmicas de estupro e abuso sexual.

Não importa se você achar um absurdo. Você pode se revoltar, criar polêmicas, ou ficar pelado nas ruas. Feliciano não te representa, e nem mesmo seus pais. A gente já sabe. Todo mundo já sabe.

Divulgar a sua opinião é importante, mas não tanto quando estamos distantes das situações que nos desagradam. Mesmo que você se revolte com as pessoas fazendo cyberbullying, nada disso adianta se os amigos dos bullys não desaprovarem estas atitudes. Nossas opiniões são formadas por nossos círculos de convivência, nosso ambiente.

Postar uma foto com uma frase criticando a polêmica do estupro é fácil, mas chamar seu amigo de babaca por tratar uma mulher como objeto, quantos tem culhões para fazer?

Se quisermos mudar o mundo, devemos deixar de ser hipócritas. Temos muito o que mudar a nossa volta. Se você é contra ou a favor de algo, reforce isto para seus amigos, familiares e colegas de trabalho. Mude aqueles que puder e abandone os que forem contra.

Não adianta ser feminista e aceitar um namorado machista. Falar que é contra o racismo, mas ficar calado quando seu amigo faz alguma piada de mau gosto.

Não dê feedback positivo se isso te desagrada. Termine namoros e amizades, abandone empregos, xingue as pessoas, critique, brigue. Mude todos a sua volta.

Seja chato, ou então você será mais um cúmplice aquilo que te desagrada.

DUPLIQUE A SUA PRODUTIVIDADE E GANHE MAIS TEMPO E DINHEIRO

Agende um Coach-Training em Produtividade presencial

Quero ter uma alta performance

Sobre o autor - newryo

Consultor-Coach de Desenvolvimento Pessoal. Interessado em novos paradigmas sociais, espiritualidade, empreendedorismo e em formas de mudar o mundo.

0 Shares
Share
Tweet
Share
Pin