Uncategorized

Como anda seu amor próprio?

Um dia desses, acordei e estranhamente me veio a cabeça a questão – Será que eu gosto tanto de mim quanto eu acredito?

Sempre acreditei no meu amor próprio, mas dessa vez, a questão súbita me levou a pensar por outros ângulos e critérios.

Em fevereiro, decidi descansar e não me preocupar com meus planos. Um descanso onde eu me livraria da futura carga de estresse e preocupação por escrever, compor, estudar e pensar em projetos. Tudo isso achando que eu iria repor minhas energias.

Um mês depois, percebi que estou mais cansado e tão mais estressado. Me sinto fraco, desmotivado e impotente diante de certas questões na vida. Por quê?

Bom, de maneira inconsciente, o que fiz foi ter aceito que minha realização pessoal estava sendo um fardo. Era demais para mim e estava me cansando. Decidi ficar abaixo de minha média, me inferiorizar, e, apenas hoje percebi o tamanho do erro gerado tanto pela atitude quanto pela forma de pensar, e tudo isto causado por apenas um fator: A falta de amor próprio.

Muitos confundem amar com proteger. Pais mimam os filhos, mas se esquecem que estão os tornando cada vez mais fracos e incapazes. Da mesma forma, criamos táticas de auto proteção para evitar todo o tipo de mal e problema, mas isto não é ser precavido, esperto ou traumatizado. Isto é aceitar que somos fracos, incapazes de lidar com problemas e mudanças, de aprender e de evoluir.

Caso de uso: Medo de mudanças e conformismo

Uma vez, me apeguei a um trabalho ruim. Ganhava mal, trabalhava demais, me estressava, e mesmo assim não tomava a maldita atitude de me demitir. Fiquei conformado com minha realidade, com medo do que poderia acontecer depois. Eu iria ficar sem dinheiro, e talvez não conseguisse outro emprego.

Na verdade, vejo isto acontecendo com muitas pessoas, e sempre enxergo o meu antigo eu e as realidades que se escondiam atrás de mim. E a realidade é esta:

Eu havia aceitado minha incapacidade de lidar com problemas, e isto é horrível!

Quantas pessoas não deixam de aprender algo novo, de fazer algo novo, de experimentar o que não foi programado, ou mesmo de sair de casa para algo que não seja totalmente divertido?

Eu mesmo já cometi o erro de me apegar a um local. Ora, era fácil e garantido! Mas bom, nada me garantia que os outros lugares não fossem mil vezes melhor. Eu matava oportunidades por medo da incerteza, em troca de uma única certeza: a de que eu aceitava que eu era incapaz de lidar com uma situação difícil.

Não viva como uma planta! Se desafie com a confiança de que vai conseguir superar tudo. Conheça pessoas novas, abrace a mudança, saia da zona de conforto, mas principalmente, nunca faça o que parece ser mais fácil, ou você cedo ou tarde, também perceberá que é impossível conviver consigo mesmo.

Lidando com a falta de amor próprio

Pra mim, utilizar a ótica da falta de amor próprio como forma de evolução é eficiente, pois é uma realidade que eu não suportaria.

Se lidarmos com uma característica como uma causa para muitos problemas, conseguimos resolver uma gama de defeitos indiretamente. A questão muitas vezes não é “o que” você faz, mas sim “como” você pensa.

Caso você queira mudar, por exemplo, sua timidez com as mulheres, você nunca vai conseguir um resultado focando diretamente no problema e dizendo “eu não quero mais ser tímido”. Esta é a uma realidade que inconscientemente você já aceita. Para resolver isto, você precisa focar em descobrir coisas inaceitáveis e trabalhar em cima disto.

Se pergunte, “por que eu sou tímido?” através de um foco inaceitável. Talvez você descubra que a razão por trás ecoe pela sua baixa auto estima, e que tudo isto sirva apenas para te proteger. Você se protege por quê? Talvez porque você se considere incapaz, fraco e frágil. Descobrir esses pontos pode tornar tudo inaceitável, impulsionando uma mudança interna.

Por que tenho dificuldade em realizar meus projetos pessoais? Por que eu procrastino tanto?

Talvez seja por acreditar que eu não consiga. Por me achar incapaz de lidar com dificuldades, preferindo escolher o que há de mais fácil e menos trabalhoso. Por me proteger de possíveis falhas e quedas, me considerando fraco para superá-las.

Se estas duras verdades não são aceitáveis, comece a se amar mais. Mude, e todo o resto irá melhorar também.

DUPLIQUE A SUA PRODUTIVIDADE E GANHE MAIS TEMPO E DINHEIRO

Agende um Coach-Training em Produtividade presencial

Quero ter uma alta performance

Sobre o autor - newryo

Consultor-Coach de Desenvolvimento Pessoal. Interessado em novos paradigmas sociais, espiritualidade, empreendedorismo e em formas de mudar o mundo.

0 Shares
Share
Tweet
Share
Pin